Sentimos sua falta como um defensor dos Direitos Humanos

Sentimos sua falta como um defensor dos Direitos Humanos

Anistia Internacional, Dialison, Dialison Cleber, Dialison Cleber Vitti, DialisonCleberVitti, Dialison Vitti, Dialison Ilhota, Cleber Vitti, Vitti, dcvitti, @dcvitti, #dcvitti, #DialisonCleberVitti, #blogdodcvitti, blogdodcvitti, blog do dcvitti, Ilhota, Newsletter, Feed, 2016, ツFaz um tempinho já que a gente sente sua falta como Defens@r da Liberdade. O seu apoio como doador mensal da Anistia Internacional é fundamental para seguirmos com força total, atuando contra as violações de direitos humanos no Brasil e no mundo e transformando a vida de milhares de pessoas. Cada pessoa faz total diferença no nosso trabalho e você é a força imprescindível ao nosso movimento.

Por isso, estamos aqui de braços abertos, convidando você a multiplicar o nosso trabalho novamente, apoiando a Anistia Internacional por meio da doação mensal. Como somos independentemente de qualquer governo, ideologia, política, interesse econômico ou religião, dependemos de pessoas como você para continuar a luta em defesa dos direitos humanos no Brasil e no mundo.

Nesse meio tempo, a gente conseguiu muitos motivos para celebrar o apoio de pessoas como você. E temos certeza que com você ao nosso lado nosso impacto será ainda maior. Olha só o que já conquistamos só em 2019.

Fevereiro
Depois de passar 76 dias detido na Tailândia, o jogador de futebol Hakeem al-Araibi pôde retornar à sua casa em Melbourne, na Austrália, no dia 12 de fevereiro. O jogador, nascido no Bahrein, havia sido detido na chegada a Bangcoc, na Tailândia, em 27 de novembro de 2018, devido a um aviso incorreto da Interpol. Uma campanha lançada pela Anistia Internacional e outros grupos para libertar o atleta, um crítico das autoridades do Bahrein, cresceu para o movimento #SaveHakeem, abrangendo três continentes, envolvendo jogadores de futebol, atletas olímpicos e celebridades, atraindo o apoio de mais de 165.000 pessoas.

Março
Pouco antes do aniversário de um ano do assassinato de Marielle Franco, uma proeminente defensora dos direitos humanos do Brasil, a polícia prendeu duas pessoas ligadas a sua morte. É um sinal de progresso real no caso, pelo qual a Anistia Internacional vinha fazendo campanha há um ano, e segue empenhada na busca por respostas sobre os mandantes e as motivações do crime. 

Agosto
Durante décadas, a Anistia Internacional destacou a discriminação desenfreada enfrentada por mulheres na Arábia Saudita sob o sistema repressivo de tutela masculina do país. Em agosto, a Arábia Saudita anunciou grandes reformas para aliviar algumas das principais restrições impostas às mulheres, incluindo o direito de obter um passaporte que lhes permita viajar sem a permissão de um guardião do sexo masculino. As mudanças também concedem às mulheres o direito de registrar casamentos, divórcios, nascimentos e óbitos, e obter registros familiares.

Junte-se a nós novamente como Defens@r da Liberdade. Ajude-nos a transformar mais vidas, conquistar novas vitórias e ter muito mais motivo para comemorar.

Um grande abraço, 
Anistia Internacional Brasil