Um e-mail encaminhado para o presidente do Ibama 📣

Greenpeace Brasil

Aqui está a cópia do e-mail enviado para o Ibama.

Prezada Suely Araújo,

O Ibama está analisando o Estudo de Impacto ambiental (EIA) para a exploração de petróleo na Bacia da Foz do Amazonas submetido pelas empresa francesa Total e a inglesa BP.

Os documentos protocolados pelas empresas apresentam diversas falhas e inconsistências, como apresentadas pela equipe do Ibama nos seus pareceres técnicos 687/15; 219/16 e 55/17. Foram mais de 125 pedidos de emendas e correções só no último parecer, um indício da baixa qualidade dos estudos.

Além de todas as inconsistências, as empresas ainda subestimam a importância da descoberta dos Corais da Amazônia, um recife de grande biodiversidade localizado a apenas 8 km do bloco da Total e a 28 km do poço objeto do atual licenciamento. Apesar dos vários pedidos de correção do Ibama, a Total vem continuamente apresentando novos documentos com as mesmas falhas já levantadas pela equipe técnica do órgão, ou somente justificando suas escolhas e ignorando os pedidos de novos estudos. Um exemplos é o pedido do Ibama por uma novo estudo de Modelagem de Dispersão de Petróleo (no qual os técnicos discorreram por quatro páginas sobre as falhas) que foi sumariamente ignorado pela empresa. A Total somente apresentou justificativas para seus dados e pequenas modificações de texto. Já o plano emergencial não apresenta nenhuma medida específica para a proteção dos Corais da Amazônia, apesar de afirmar que há 30% de probabilidade de um derramamento atingi-los.

O Greenpeace junto a cientistas do mundo todo e mais de 1 milhão de apoiadores que assinaram a petição pela Defesa dos Corais da Amazônia pedem que Ibama negue a licença ambiental para a perfuração de petróleo na bacia da Foz do Amazonas diante das inúmeras falhas e inconsistências dos EIAs e do risco aos Corais da Amazônia.

Atenciosamente,
#DialisonCleberVitti

Greenpeace Brasil

Amazônia sob ameaça – #vetadilma!

Amazônia sob ameaça

Imagens como a da foto acima, feita no Estado do Amapá, podem ficar para a história. Essa beleza selvagem, um dos últimos resquícios de floresta tropical do planeta, está ameaçada depois que os deputados aprovaram o massacre do Código Florestal.

Não podemos deixar que alguns poucos políticos façam o que querem com o futuro do país. Como brasileiros, temos o direito de ser ouvidos: “Queremos um Brasil com floresta em pé.” Para mostrar sua indignação, assine e compartilhe a petição doDesmatamento Zero.

Assine!

É muito simples: com 1,4 milhão de assinaturas, o Congresso Nacional será obrigado a analisar e votar a proposta de lei que acaba com o desmatamento no país.

Mais de 200 mil pessoas já participaram. Só falta você: assine peloDesmatamento Zero e ajude a reescrever a História de um Brasil mais verde. Seus filhos e netos agradecem.