Ilhota recebe mais de R$ 6,3 milhões de recursos estaduais para revitalização de ruas

Governador Carlos Moisés assegura investimentos para a infraestrutura em Ilhota

A população de Ilhota poderá usufruir de melhores condições nas principais ruas do município em breve. O governador Carlos Moisés encerrou a agenda de trabalho no Vale do Itajaí com a liberação de R$ 6,37 milhões para investimentos na infraestrutura viária de Ilhota. O ato foi realizado na Câmara de Vereadores na manhã desta terça-feira, 24.

O primeiro investimento confirmado foi a revitalização de 1,7 quilômetro do trecho urbano da SC-412 (ruas Ricardo Paulino Maes e 21 de Junho), no valor de R$ 1,3 milhão, via convênio. A Prefeitura dará uma contrapartida de R$ 694 mil, totalizando aproximadamente R$ 2 milhões. O trecho consiste na principal via do município e o mais importante eixo de ligação com as cidades vizinhas de Gaspar e Itajaí. O projeto também inclui drenagem, calçadas em paver, sinalização e ciclofaixa.

>>> Veja mais imagens na galeria de fotos.

“Queremos sempre estreitar as relações com os municípios, entender o que as comunidades precisam e fazer o que é necessário. Estamos governando para todas as cidades de Santa Catarina, inclusive as de menor população”, ressaltou Carlos Moisés. “Nenhum município ficará fora do nosso radar. Estamos ajustando o caixa para entregar mais, usando bem o dinheiro público”, acrescentou.

De acordo com o prefeito de Ilhota, Erico de Oliveira, atualmente, a prefeitura gasta R$ 130 mil por ano com manutenção da SC-412. A expectativa  é que essa despesa reduza drasticamente após a revitalização.

O município ainda foi contemplado com dois financiamentos da Agência de Fomento do Estado de Santa Catarina (Badesc), nos valores de R$ 3 milhões e R$ 2,07 milhões. Os recursos serão aplicados em pavimentação de vias no município, entre elas a Bonifácio Maba, João Domingos Pereira e Amaro Luiz de Souza. “É o maior volume de recursos que Ilhota já contratou. Essa atuação do Badesc, não só junto aos municípios mas também aos empreendedores, está fazendo a diferença para o desenvolvimento”, afirmou o presidente do Badesc, Eduardo Machado.

Também participaram do ato o chefe da Casa Civil, Douglas Borba, o presidente da Câmara de Vereadores, Juarez Antonio da Cunha, deputados, vereadores e a comunidade.

Badesc Cidades

O Programa Badesc Cidades já investiu na economia catarinense R$ 1,6 bilhões, divididos em 1.249 operações em atendimento a 281 municípios. O objetivo do Programa é apoiar a realização de obras de infraestrutura e melhoria dos serviços, de responsabilidade dos municípios de SC, priorizando o crescimento econômico e a geração de emprego e renda ao cidadão catarinense. O financiamento pode ser de até 100% do valor do investimento. O prazo de carência varia de acordo com cada projeto, sendo o máximo de 24 meses, e amortização em até 48 meses.

Governador Carlos Moisés assegura investimentos para a infraestrutura em Ilhota

Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação – Secom

Ilhota foi um dos municípios catarinenses que recebem ônibus para o transporte escolar

Foram entregues na manhã desta segunda-feira, 12, os últimos 42 micro-ônibus escolares de um montante de 116 que ficarão sob responsabilidade dos municípios catarinenses. Os veículos foram adquiridos pelo Programa Caminho da Escola, com recursos do Governo Federal por meio de emendas parlamentares. Ao todo, o investimento foi de R$ 22 milhões, atendendo a 93 cidades de Santa Catarina – 35 no ato desta segunda. No ato de entrega, o governador Carlos Moisés agradeceu ao empenho do Fórum Parlamentar Catarinense, que viabilizou os valores para a aquisição e disse que o Governo do Estado pretende complementar com a compra de outras unidades.

“A melhora da qualidade do ensino e do transporte é missão do governo. Além desses 116 micro-ônibus, já há uma licitação aberta para a compra de mais 29. Queremos transformar a realidade do aluno que se desloca da casa para escola. Temos que assistir o aluno de maneira integral, para que ele se estimule a estar na escola e não haja evasão. Melhorar a educação a cada dia é o nosso compromisso”, frisou o governador Moisés.

Vereador conquista um ônibus escolar para Ilhota

Na opinião do secretário de Estado da Educação, Natalino Uggioni, a entrega dos ônibus significa um fortalecimento do pilar dos transportes do Programa Minha Nova Escola. “Temos que proporcionar que os nossos estudantes cheguem à escola de maneira adequada para poder se dedicar aos estudos. Nós estamos falando de 125 mil crianças que dependem do transporte escolar. Chegar bem é uma das condições para termos uma educação de qualidade. Essa parceria entre Estado e municípios é fundamental”.

Conforme os objetivos do Programa Caminho da Escola, a renovação da frota de ônibus escolares visa garantir segurança, qualidade no transporte de estudantes e ampliar o acesso e a permanência deles na educação básica, combatendo a evasão escolar com ênfase em áreas rurais e de difícil acesso. Os micro-ônibus têm 29 lugares e custo de R$ 189.900,00 por unidade.

Atual coordenador do Fórum Parlamentar Catarinense, o deputado Rogério Peninha Mendonça relembrou que a entrega é resultado de uma emenda parlamentar coletiva da legislatura anterior. Segundo ele, a atuação conjunta do Governo e dos deputados permitirá a transformação da realidade de muitas crianças no interior do estado. “Na hora de reivindicar, precisamos estar todos juntos. O importante é que o recurso venha para Santa Catarina”, discursou Peninha.

Municípios catarinenses recebem mais 42 micro-ônibus para o transporte escolar

Fonte: Assessoria de Imprensa
Secretaria Executiva de Comunicação – Secom

Deputado Padre Pedro agradece pelo apoio ao projeto que extinguiu salários vitalícios destinados a ex-governadores

Após a vitória em plenário da Assembleia Legislativa de Santa Catarina que aprovou por unanimidade, depois de muita pressão, o plenário aprovou a medida por 33 votos a zero, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 03/2011, que retira da Constituição do Estado o Artigo 195, que prevê o pagamento de uma aposentadoria de R$ 30 mil aos ex-governadores catarinenses, o companheiro Deputado Padre Pedro agradece pelo apoio de milhares de pessoas nos 11 anos de luta pelo fim dos salários vitalícios destinados a ex-governadores.

Aprovada PEC que acaba com aposentadorias dos ex-governadores

Aprovada PEC que acaba com aposentadorias dos ex-governadores

A Assembleia Legislativa de Santa Catarina aprovou por unanimidade, no dia 19 de dezembro de 2017, a Proposta de Emenda Constitucional (PEC) 03/2011, que retira da Constituição do Estado o Artigo 195, que prevê o pagamento de uma aposentadoria de R$ 30 mil aos ex-governadores catarinenses. O projeto, apresentado pelo deputado Padre Pedro Baldissera em 2011, chegou a ficar ameaçado por uma Emenda Substitutiva, que alterava o teor da proposta. No entanto, depois de muita pressão, o plenário aprovou a medida por 33 votos a zero.

“É um dia histórico para nosso Estado, e é preciso agradecer a cada catarinense que manifestou seu apoio e também à imprensa que insistiu nesta pauta. Foram 11 anos de luta desde que ingressamos na justiça, mas acredito que agora, neste caso, a justiça foi feita”, afirmou Padre Pedro. O parlamentar disse esperar que a medida seja a primeira de uma série de ações que derrubam privilégios nos três poderes do Estado e também agradeceu aos deputados e deputadas, que compreenderam a importância de aprovar a proposta.

A matéria já foi votada em dois turnos e terá a redação final apreciada nesta quarta-feira (20). A expectativa é de que a promulgação aconteça já na tarde desta quarta, e a publicação no Diário Oficial na quinta-feira (21). Depois disso, o Legislativo envia comunicação oficial ao Tribunal de Justiça e ao Governo do Estado.

Decisão é inédita em todo País

O projeto do deputado Padre Pedro é o primeiro no País a extinguir completamente o benefício, que é pago em Santa Catarina desde a promulgação da Constituição Estadual, em 1989. O parlamentar acredita que os pagamentos devem cessar imediatamente, já que não há mais previsão legal para o aporte de recursos por parte do Estado. Anualmente são gastos mais de R$ 3,7 milhões com as aposentadorias dos ex-governadores. No entanto, Padre Pedro prevê que a discussão deve seguir na Justiça, já que os atuais beneficiários devem ingressar com pedidos para que os pagamentos continuem.

“O que importa é que a sociedade catarinense está dando um recado claro de que não serão mais aceitos benefícios inconstitucionais e imorais, pagos com dinheiro público”, complementou. Desde 2006, quando o deputado ingressou na justiça, foram gastos mais de R$ 40 milhões.

Histórico

Padre Pedro apresentou as primeiras ações populares, no Tribunal de Justiça de Sc, em agosto de 2006. O parlamentar questionava a constitucionalidade do pagamento, que prevê um salário vitalício a quem ocupar o cargo de governador, mesmo que seja por apenas alguns meses.

Depois de 2006 ingressou com uma nova ação popular, em 2007, uma Ação de Reclamação ao STF em 2008 e a Proposta de Emenda à Constituição (03/2011) em 2011, que foi votada e aprovada nesta terça-feira. Padre Pedro também reuniu-se com ministros do STF em 2009, 2011 e 2012, e com o presidente do Supremo, Ricardo Lewandowski, em 2014, logo depois de entregar uma montanha com mais de 40 mil assinaturas de catarinenses favoráveis ao fim do privilégio.

Em 2011, o deputado abriu mão do julgamento de sua Ação de Reclamação em nome da análise de uma Ação Direta de Inconstitucionalidade proposta pelo Ministério Público Federal (MPF). A ideia era agilizar o andamento para barrar o artigo 195 diretamente no Supremo.

Deputado insistiu no argumento da inconstitucionalidade

Além da possibilidade de acumular benefícios, o salário vitalício é pago mesmo depois de alguns meses no cargo. O principal argumento de Padre Pedro nas discussões era de que a Constituição Federal proíbe aposentadorias diferenciadas a beneficiários do regime geral da previdência, caso dos ex-governadores. “A Constituição Federal prevê que todos são iguais perante a lei, sem distinção de qualquer natureza. Está no artigo 5”, observa.

No artigo 201, a Constituição proíbe a adoção de requisitos e critérios diferenciados para concessão de aposentadoria aos beneficiários do regime geral de previdência social. O governador é um beneficiário do regime geral da previdência social. “Detentores de cargos eletivos podem utilizar o tempo de trabalho para incorporação visando aposentadoria, nunca para, a partir do trabalho em determinado cargo, sair dele com direito a um subsídio a título de pensão que representa o dobro do valor recebido no exercício do cargo”, complementa.

Além disso, explica que não existe no texto constitucional qualquer artigo que autorize a concessão de “subsídio” a título de pensão, o que contraria os princípios constitucionais da legalidade e da moralidade (artigo 37 da Constituição Federal). Por fim, o inciso 13 do mesmo artigo 37 impede a equiparação de salários – em SC, o subsídio recebido pelos ex-governadores é baseado no valor pago aos desembargadores.

Alesc
Deputado Padre Pedro Baldissera
Comunicação – Mandato Popular

Colombo diz que melhorar a gestão é o desafio do novo mandato

Colombo abriu a entrevista agradecendo aos catarinenses pela votação que determinou sua reeleição em primeiro turno e falou sobre as prioridades do novo mandato. “Esta gestão termina no dia 31 de dezembro e a partir desta data começa um governo totalmente novo, com mudanças profundas e com ainda mais força para prestar à população um serviço de qualidade”, disse Colombo.

Melhorar a gestão, segundo o governador, implica também em enxugar a máquina pública. Colombo destacou que há um estudo, que levou mais de um ano para ficar pronto, apontando como poderá ser feita a compactação de alguns órgãos do governo. De acordo com Colombo, outro ponto que será perseguido com rigor será a qualificação da equipe técnica da nova gestão. “Vai haver um grupo responsável por agilizar o processo, vencer a burocracia com rapidez e entregar as obras que os catarinenses precisam”, explica o governador.

Ainda sobre a qualidade dos serviços, Colombo defende o projeto de um governo novo com base no atual momento brasileiro, liderado pelos anseios da sociedade. “O processo político atual não está restrito apenas à representatividade partidária. A sociedade, quando foi para as ruas, sem bandeiras de um ou outro partido político construiu um modelo ativo e dinâmico que exige, fundamentalmente, serviço público de qualidade. É isso que vamos buscar”, comenta.

O vice-governador, Eduardo Pinho Moreira, destacou que a conquista nas urnas só aumenta a responsabilidade e o compromisso com os catarinenses. “Muito já se fez e ainda mais será feito pela população de Santa Catarina. A nossa resposta a essa demonstração de confiança será com a realização das obras que as pessoas precisam”, afirma Pinho Moreira.

Dário Berger falou que pretende pautar o trabalho como senador em eixos que preveem, entre outras áreas, melhorias em logística (portos, aeroportos, rodovias e ferrovias), segurança, saneamento básico, e principalmente saúde. “Sei dimensionar o tamanho da responsabilidade que tenho pela frente. Não vai faltar energia para levar os pleitos de Santa Catarina ao cenário nacional”.

Questionado sobre os encaminhamentos para enfrentar a onda de violência no Estado, Raimundo Colombo reforçou que o trabalho, até agora, foi conduzido com eficiência e propriedade e que o governo fará tudo o que for necessário para combater e vencer a criminalidade. “Nossa equipe de segurança pública tem atuado de forma extraordinária e esse é o nosso dever: oferecer a mão forte para proteger as pessoas”, finaliza o governador.

Transmissão de cargo

O governador reeleito, Raimundo Colombo, reassumiu o governo do Estado na tarde desta segunda-feira, 6. O cargo foi transmitido pelo presidente do Tribunal de Justiça de Santa Catarina, desembargador Nelson Schaefer Martins que permaneceu no exercício da função por 36 dias. O vice-governador Eduardo Pinho Moreira também esteve presente no ato realizado no gabinete do governador, em Florianópolis.

“Ressalto o trabalho efetuado pelo desembargador Nelson Schaefer Martins em favor de Santa Catarina. É nosso dever tornar grande esse ato, mostrar a sua contribuição com o Estado e a importância da construção dessa convivência e aproximação dos poderes Judiciário e Executivo”, disse o governador Raimundo Colombo.

😀

Dilma anuncia investimentos de R$ 527 milhões para saúde e mobilidade em Santa Catarina

Dilma anuncia investimentos de R$ 527 milhões para saúde e mobilidade em Santa Catarina, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014, Newsletter, Feed

Santa Catarina receberá R$ 527 milhões em recursos federais, após o anúncio da presidenta Dilma Rousseff, em Florianópolis. Os investimentos serão destinados para a duplicação e melhoria no trecho da BR-282 que atravessa o município de Xanxerê, no repasse para aquisição de equipamentos para o complexo do Hospital Regional de Biguaçu e para obras e projetos em mobilidade urbana.

O total de recursos investidos em mobilidade urbana no estado de Santa Catarina subiu para R$ 802 milhões após o anúncio de mais R$ 412 milhões, feito pela presidenta Dilma Rousseff. Ela exaltou um investimento inédito, por parte do governo federal, para a construção de corredores exclusivos e terminais de ônibus, além da elaboração de novos projetos para a capital catarinense.

Garantir que no cotidiano de Florianópolis nós tenhamos uma estrutura de transporte urbano de massa que seja seguro, rápido e ao mesmo tempo assegure a fluidez do trânsito é algo muito importante. De fato, Florianópolis tem um per capita de veículos estarrecedor, que mostra o padrão de renda da cidade, mas também isso vai requerer que nós tenhamos uma estrutura de transporte urbano de massa, analisou Dilma.

Os investimentos anunciados em Santa Catarina fazem parte da carteira de R$ 143 bilhões destinados para mobilidade urbana em todo o país. Estão sendo investidos recursos em metrôs, Bus Rapid Transit (BRTs), corredores de ônibus, veículos leves sobre trilhos (VLTs), aeromóvel, entre outros. O site do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC) traz informações detalhadas sobre os projetos em cada estado.

Investimento no Hospital de Biguaçu

Sobre o anúncio de recursos para compra de equipamentos no Hospital de Biguaçu, a presidenta justificou o investimento pelo fato de que a população carece de qualidade no atendimento de saúde. Para ela, a ampliação do acesso a qualidade na atenção de saúde na Grande Florianópolis tem a ver com maior disponibilidade de leitos, de clínica médica, pediátrica, cirúrgica obstétrica, além de UTI adulto e UTI neonatal e berçário.

Nós vamos repassar recursos que vão permitir a compra de equipamentos para hematologia, exames laboratoriais, de imagem e para o centro cirúrgico. Além disso, nós também iremos participar com custeio em várias áreas aqui em Santa Catarina. Rede de urgência, UPA, Rede Cegonha e de rede de saúde mental, num total de 11 a 12 milhões de reais. Com isso, temos hospitais bem equipados, com profissionais capacitados, melhorando o atendimento, comentou.

Obras na BR-282

O governo federal incluiu no PAC os R$ 39 milhões para as obras de duplicação, construção de viadutos e passarelas no trecho da BR-282 que atravessa Xanxerê. Para Dilma, isso significa que as obras serão concluídas e que terão os recursos assegurados. Ela ainda considerou que as melhorias vão trazer mais fluidez do tráfego e ajudar no escoamento da produção do oeste catarinense até os portos do estado.

Nós vamos beneficiar, portanto, a população aqui de Xanxerê, e eu acredito que ela também vai ficar submetida a um trânsito menor, e portanto vai ganhar mais segurança, porque o tráfego pesado sempre causa problemas em regiões urbanas, constatou Dilma

Governo federal repassa R$ 4,9 milhões para Hospital Regional de Biguaçu

A presidenta Dilma Rousseff participou da cerimônia de anúncios para o estado de Santa Catarina. Na ocasião, será assinado um termo de compromisso que assegura repasse de R$ 4,9 milhões para aquisição de equipamentos que vão compor o complexo do Hospital Regional de Biguaçu. A inauguração da nova estrutura hospitalar, que atenderá exclusivamente pelo Sistema Único de Saúde, está prevista para setembro de 2014.

Com cerca de 90% de obras concluídas, o Hospital Regional de Biguaçu será o primeiro grande hospital a ser construído nos últimos 30 anos na região metropolitana de Florianópolis, com aproximadamente um milhão de habitantes. A nova unidade desafogará o atendimento do hospital mais próximo, localizado no município de São José, bem como reforçar o atendimento a pacientes de toda a região metropolitana.

Com capacidade estimada para 130 leitos, sendo 21 para UTI neonatal, 12 para UTI pediátrica e 8 para UTI adulta, o hospital vai oferecer serviço clínico e de pronto atendimento. Os recursos a serem repassados pelo governo federal vão auxiliar na aquisição de equipamentos e mobiliário para o hospital.

De acordo com a secretária de saúde do estado de Santa Catarina, Tânia Eberhardt, a importância da obra está na ampliação da rede de atendimento à população de toda a região metropolitana.

O Hospital Regional de Biguaçu ajudará a desafogar as emergências dos hospitais da Grande Florianópolis, melhorando os serviços oferecidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS), garante

Para o secretário municipal de saúde de Biguaçu, o hospital complementa a rede de atendimento à população, que já conta com unidades de saúde da família, Unidade de Pronto Atendimento (UPA), policlínica e com profissionais do Programa Mais Médicos.

Nosso maior objetivo é garantir um atendimento ampliado à população de Biguaçu e contribuir com o atendimento de outros municípios vizinhos também, afirma

Governador sobrevoa obras da Ponte de Ilhota

Vista aérea da ponte sobre o Rio Itajaí-Açu, em Ilhota - 11/6/14 - Foto: Cládio Thomas / Secom, Vista aérea da ponte de Ilhota sobre o Rio Itajaí-Açu, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014 Vista aérea da ponte sobre o Rio Itajaí-Açu, em Ilhota - 11/6/14 - Foto: Cládio Thomas / Secom, Vista aérea da ponte de Ilhota sobre o Rio Itajaí-Açu, Dialison Cleber Vitti, Dialison Cleber, Dialison Vitti, Dialison, Cleber Vitti, Vitti, #DialisonCleberVitti, @dcvitti, dcvitti, #blogdodcvitti, Ilhota, 2014

O governador Raimundo Colombo sobrevoou as obras da BMW, em Araquari, e da Ponte de Ilhota, nesta quarta-feira, 11, em retorno de agenda no Norte do Estado. A construção do fábrica da BMW está acelerada e a previsão da montadora é de que os trabalhos sejam concluídos em setembro deste ano. A unidade será a primeira fábrica de automóveis da marca alemã na América Latina.

O sobrevoou sob as obras da Ponte de Ilhota, que está sendo construída sobre o Rio Itajaí-Açu, ligando a Rodovia Jorge Lacerda (SC-470) à BR-470, no Vale do Itajaí. A ponte terá 482 metros de extensão e será resultado de investimentos da ordem de R$ 19 milhões, por meio de uma parceria entre Governo do Estado (que pagará 20% da obra) e governo federal (responsável pelos outros 80%). Até agora, 12 dos 16 pilares foram concluídos e metade da laje está pronta. A expectativa é de concluir a obra até novembro deste ano.

Secretaria de Estado de Comunicação

Pomerode terá fábrica de armas

fabricante de armas Ceska Zbrojovka

A Ceska Zbrojovka (CZ), fabricante de armas da República Checa, vai instalar uma unidade em Pomerode. O anúncio oficial foi feito nesta sexta-feira, dia 13, pelo presidente da empresa Rafael Thales de Freitas ao governador Raimundo Colombo. O perfil econômico do Estado foi decisivo para a escolha da CZ. “Santa Catarina é um polo metalmecânico e tem mão de obra qualifica para trabalhar  com alta tecnologia, uma exigência para o desenvolvimento dos nossos produtos”, observa o diretor Jefferson Santos Ribeiro.

A CZ vai fabricar pistolas de três calibres: .380 (usadas por civis), 9mm (exclusiva das forças armadas) e .40 ( forças auxiliares – PM e PC, por exemplo). “Além de incrementar a economia, temos que considerar a transferência de tecnologia. Só para se ter uma ideia do que isso representa a CZ já investiu 8 milhões de Euros em pesquisa e desenvolvimentos de armas que serão fabricadas aqui”, disse o diretor Jefferson Santos.

O investimento na unidade de Pomerode será de R$ 23 milhões e serão gerados cerca de 80 empregos diretos e 30 indiretos na primeira fase da instalação da planta. A previsão é entrar em operação em março de 2014.

As negociações para a instalação da primeira unidade brasileira da gigante de armas Checa começou em 2011, quando o grupo veio conhecer o Estado. Desde então algumas medidas estratégicas foram tomados como, por exemplo, o estabelecimento de parcerias. A Rudolph Usinados, localizada em Timbó, foi selecionada para trabalhar em linha com a CZ. Isso significa transferência de tecnologia e treinamento de mão de obra especializada. No primeiro ano, a empresa vai fabricar 70% das peças e importar 30%. De acordo com a legislação que regula o setor de defesa, as empresas têm cinco anos para ter 100% de sua produção nacionalizada.

CZ Pomerode em números

  • Investimento: R$ 23 milhões
  • Empregos: 110 (diretos e indiretos)
  • Produção anual 2014:48 mil unidades
  • Produção anual em 2015: 96 mil unidades
  • Investimento da CZ em P&D (Pesquisa e desenvolvimento): 8 milhões de Euros
  • Área total da empresa: 56 mil metros quadrados
  • Área construída: 9 mil metros quadrados (1ª fase)

Fonte: Secom/SC

Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota

Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM - Ponte de Ilhota Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (2) Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (3) Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (4) Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (5) Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (6) Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (7) Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (8) Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota - Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. Fotos de James Tavares da SECOM (9)

Governo do Estado repassa R$ 3 milhões ao município de Ilhota. Governador Colombo visita obras da Ponte de Ilhota. As fotos são de James Tavares da SECOM. O governador Colombo afirmou:

Estou feliz com o andamento das obras de construção da ponte e a nossa ideia é antecipar o cronograma de entrega de julho para abril de 2014

Somente para a ponte sobre o Rio Itajaí-Açu foram liberados R$ 1 milhão. Com extensão de 485 metros e investimentos de R$ 32 milhões, o trecho ligará a Rodovia Jorge Lacerda (SC-470) à BR-470. A obra é uma parceria entre Governo do Estado  e Governo Federal. O consórcio responsável pela ponte é o TEC/SETEP. O secretário de Estado da Infraestrutura, Valdir Cobalchini, explica que as vigas estão totalmente prontas, o que equivale a 55% do total da obra já concluída.